12 Março 2012

Dois planetas brilhantes bem juntos

Hoje e amanhã a noite traz-nos a beleza espacial: Júpiter e Vénus estão aí um bem perto do outro, na direcção do oeste. Lindo.

Estado de Graça - Entretenimento RTP 1 - Multimédia RTP

 Este programa é imperdível. Imaginação, graça e talento de um painel de atores de ouro.
Estado de Graça - Entretenimento RTP 1 - Multimédia RTP

11 Março 2012

Piquenique com bom presunto

Domingo soalheiro: piquenique no parque do ribeirinho, próximo da Pateira de Fermentelos e tão perto da casa onde nasceu António de Cértima (1894-1983) poeta bairradino.
Saboreámos este presunto Azuaga, Ibérico Sierra,que recomendo por ser tão aveludado e pouco exagerado de sal como muitas vezes acontece.

10 Março 2012

Tempo de Magnólias

O sol hoje já aqueceu um pouco. Este é o tempo das magnólias cá por casa.Registo porque são muito efémeras, a lembrar-nos o efémero do que somos.

03 Fevereiro 2011

Encontrei o meu blog já tão velhinho, tão desamparado e desprezado. Acho que houve o tempo dos blogs, a febre blogista (como houve a bloquista o que rima e até é verdade).
Aderi ao fbook mas também ele há-de passar.
Este sumo de laranja foi um destinado a partilhar ideias políticas e sociais.
Porque não manter?
Nestes dias de 2011, lá fora assistimos ao desmoronar do regime egípcio. Temo que aquilo seja um remake do que se passou no Irão antes da queda do xá Rheza Palevhi. O modelo: primeiro é o levantamento de rua provocando o regime, depois a repressão, segue-se a reacção cada vez mais forte e por fim a revolução, primeiro democrática e finalmente teocrática e tenebrosa.
Oxalá não.
Em Portugal, o PS não quer reformar nada no Estado, a começar pelo número de deputados. Como sempre são a força do bloqueio.

25 Outubro 2007

Eis que reencontro este blog.
Sem dúvida curioso reler o que aqui escrevi num contexto já tão diferente e distante.
Fará sentido voltar?

23 Fevereiro 2004

Educação sexual: tem que ser desta!

Mais do que a discussão sobre o aborto, que confesso de difícil tratamento aqui, a possibilidade de introdução de uma disciplina de Educação Sexual nas escolas portuguesas, essa sim permite-me um comentário.
Em primeiro lugar, é muito positivo que seja o PSD a colocar na ordem do dia o problema. Sim, trata-se de um problema, ele existe mesmo e o grande mal tem sido esta atitude de enfiar a cabeça na areia, ou de assobiar para o lado, como se quiser. Isto é o que a sociedade portuguesa e a classe política tem feito.
Não me venham com as ideias da transversalidade, com aquelas balelas de que o assunto será supostamente abordado em várias disciplinas, pois esse tem sido o caminho para o vazio, para não dizer o precipício que é, o aumento explosivo das gravidezes na adolescência, a tragédia da SIDA que se parece silenciar em Portugal.
Não meus senhores, isto não vai mesmo com falinhas mansas de sacristia mofenta, a situação é de calamidade e exige finalmente determinação e coragem, pelo futuro dos nossos jovens.
Agora, também concordo que o Ministério da Educação deve ser exigente e cuidadoso, mas não vale a pena dramatizar.
Recordo por exemplo o meu 9º ano de escolaridade: na époaca fiz uma opção (note-se opção) por Noções Básicas de Saúde. Em vez de uma daquelas senhoras professoras muito salão de chá, saiu-nos um médico, por sinal jovem, que nos fez uma autêntica formação sobre tudo o que era método anticoncepcional, ciclos hormonais, constiotuição dos aparelhos reprodutores, etc. Não fiquei nada traumatizado, finalmente aprendi sobre assuntos que tanta curiosidade nos despertavam e sobre os quais ninguém abordava e no final, só me perguntava como aquilo tudo poderia ser matéria de opção.
Confesso até que nos nossos 14,15 anos, aquela disciplina fez.nos sentir mais homenzinhos.
Depois tudo aquilo se varreu, mandaram embora os médicos e entregaram o assunto à transversalidade.
Tenho para mim que se estas experiências educativas tivessem tido seguimento, talvez a paisagem da SIDA em Portugal não fosse a que nos coloca vergonhosamente no top do ranking europeu.
Aliás, eu que não sou desinformado de todo, já nem sei quem é o actual responsável pelo combate à SIDA em Portugal. Será discreto, admito. Creio é que há causas que não vão lá sem uma certa dose de indiscrição.

15 Fevereiro 2004

Apetites insaciáveis

Alguém me explica porque esta semana surgiram tantas disponibilidades para um dia ser lider do PS?
Então o Dr Ferro Rodrigues está no PS como o Salazar nos seus últimos dias? (só ele é que ainda julga que é o verdadeiro chefe?).
Meus senhores: respeitem o secretário-geral e tenham calma com esses insaciáveis apetites de poder.

Confusões e correcções

É o risco de se andar nesta vida dos blogs: um livro exige rigor, qualidade superior no que escrevemos e como escrevemos. Um jornal, permite já uma certa dose de despreocupação, na esperança de que ao fim do dia ele sirva apenas para aquecer a lareira lá de casa ou então, para os mais ambiciosos, que sirva de pasto para incandescentes labaredas políticas.
Um blog é isto: roçar quase os limites da irresponsabilidade, sem os ultrapassar.
Vem isto a propósito de uma chamada de atenção de Vladimiro Silva, que afinal, peço mil desculpas pela confusão, não é o homónimo ex-presidente da Câmara de Estarreja, mas sim o seu filho.
Caro Vladimiro: acredite que de confusões dessas estou eu cheio, quase desde que nasci e ultimamente agravadas.
Nem sabe como eu o compreendo.
O seu a seu dono: o Estarreja Efeverscente, é da autoria de Vladimiro Jorge Silva.
O Vladimiro Jorge tentou aqui deixar um comentário, mas as malfadadas dificuldades técnicas, não o permitiram.
Vou transcrever o que teve a amabilidade de me dirigir:
Embora tenha sido eleito deputado municipal na Assembleia Municipal de Estarreja pelas listas do PS (um partido que apenas apoio a nível local ) coloco-me no centro entre a direita e a esquerda, o que equivale a dizer que não me considero nem de direita, nem de esquerda...
Em relação ao Sumo de Laranja (que já conhecia), dou-lhe os meus sinceros parabéns, pois já lá encontrei vários textos bastante interessantes (embora nem sempre concorde com eles...).


Confusões esclarecidas, o que importa é que aqui, à beira-ria, também se vão fazendo blogs, mais ou menos ao centro, não importa muito.
Só fiquei um nadinha desiludido: pensava eu que tinhamos no Dr. Vladimiro Silva, o ex-presidente, um primeiro exemplo de como um político cá da provincia, pode e deve usar novas formas de comunicação, para fazer passar a sua mensagem.
Quem sabe aparece por aí outro...